Liberação Miofascial

A liberação miofascial consiste em uma técnica preventiva de lesões e alívio de dores musculares, que aplica pressão em alguns pontos do corpo a fim de liberar a fáscia (tecido fibroso que recobre os músculos do corpo) do músculo. Hoje, essa técnica já é comumente incorporada à fisioterapia para tratamento e prevenção através do relaxamento da musculatura.

O que pode causar a alteração da fáscia?

Treinos intensos (overtraining), má postura e até mesmo stress emocional podem provocar a alteração da fáscia, resultando em uma pressão excessiva sobre os nervos e músculos. Essas situações reduzem a elasticidade e flexibilidade muscular, a coordenação e até mesmo o bem-estar. Quando isso acontece, a reação do corpo é a formação de nódulos (chamados “pontos gatilhos”) que acumulam toxinas. Para quem tem uma rotina intensa de musculação, a alteração da fáscia dificulta o bom desempenho nos treinos e torna a hipertrofia mais difícil.

Benefícios da liberação miofascial

Alívio de dores crônicas, tensionais, pós-treino

Relaxamento muscular

Maior mobilidade das articulações

Além disso, a liberação miofascial também melhora a disposição e agilidade e o rendimentos em séries de exercícios intensas.

liberaçãomiofascial2.jpg
liberaçãomiofascial1.jpg

Como fazer liberação miofascial?

A aplicação da liberação miofascial pode ser feita de maneira manual, com a manipulação de tecidos por meio de deslizamento, apoios e pressões. O profissional de fisioterapia pode usar um rolo para fazer essa liberação, dosando intensidade e pressão exercidas. Ou através de instrumentos como o guachá para realizar a pressão em áreas especificas respeitando a dor do paciente.

Também existe a auto-liberação miofascial, que consiste na aplicação sem supervisão de um profissional de saúde. Nesses casos, podem ser usadas bolas de tênis e rolos de espuma.

ATENÇÃO: não é recomendado que você aplique essa técnica sozinho, pois qualquer lesão muscular tratada de forma incorreta pode acarretar outros problemas. Procure sempre um fisioterapeuta certificado para o tratamento.

Contraindicações da liberação miofascial e cuidados

É importante lembrar que a liberação miofascial é geralmente dolorida, uma vez que existem pontos tensionados por conta dos motivos que falamos acima. Porém, essa sensação é breve e tem resultados incríveis.

Caso você tenha problemas circulatórios, hipersensibilidade à dor, lesões musculares diagnosticadas, faça uso de medicamentos anticoagulantes, tenha hematomas, ou seja, gestante no primeiro trimestre, a liberação miofascial pode não ser indicada. Portanto, procure um fisioterapeuta antes de prosseguir com o tratamento.

Logo-WhatsApp-01.png